A deficiência nos processos orgânicos é um acontecimento natural do envelhecimento em seres vivo. Apesar disso, é um processo que gera grande desconforto em pessoas idosas. O objetivo de conhecer os principais exames do idoso é identificar esses problemas para que possam ser tratados.

É importante que a saúde da pessoa idosa seja preservada ao máximo, para que ele mantenha uma longevidade ativa. Isso permite que eles sofram menos com a idade e a inevitabilidade da perda de funções orgânicas.

Neste artigo, vamos listar os principais exames do idoso que devem ser feitos com a presença de um acompanhante. Caso você não possua tempo para acompanhar as pessoas idosas, você pode encontrar alternativas, como visto neste outro texto aqui.

1 – Hemograma

O hemograma é uma analise de sangue, que é um dos principais exames da pessoa idosa. Ele é útil para reconhecer diversos problemas de saúde, como infecções, anemia ou alguma deficiência nutritiva no sangue.

Lembre-se que é preciso estar mais atento em relação ao sistema imunológico da pessoa idosa, fazendo com que anemias e infecções tenham mais riscos a sua saúde do que quando comparado a outras faixas etárias. Portanto, é importante realizar este exame de sangue pelo menos semestrais depois dos cinquenta anos.

Por menor que seja a quantidade de sangue a ser removida da pessoa idosa, o pós-exame pode causar tonturas e queda de pressão. Por isso, é essencial que haja um acompanhante familiar ou especializado durante a sessão.

Neste outro post, damos algumas dicas sobre como equilibrar a rotina com as demandas do familiar idoso. Confira aqui.

2 – Glicemia de jejum, um dos exame do idoso para se atentar

A diabetes tipo 2 é uma doença que afeta a forma como a insulina quebra as moléculas de glicose no sangue. Ela gera problemas de circulação que, se não cuidados, podem levar à amputação, cegueira e até à morte.

Os riscos de diabetes tipo 2 aumenta consideravelmente depois dos 45 anos. Por isso, o exame de glicemia deve ser feito regularmente em pessoas idosas, para medir suas taxas glicêmicas e evitar futuras complicações, sendo um dos principais exames do idoso.

A falta de alimentos aumenta muito as chances de hipotensão no pós-exame. Por isso, pessoas idosas devem receber acompanhamento  nesse exame, para evitar quedas ou náuseas recorrentes nesses casos.

3 – Dosagem de colesterol

O exame de dosagem de colesterol tem como objetivo medir o nível de gordura presente no sangue do paciente. Como os dois anteriores, é um exame de coleta de sangue.

Se as taxas de colesterol das pessoas idosas estiverem muito altas, a gordura pode provocar o entupimento das artérias, que pode levar a um infarto ou AVC. É muito importante que os familiares da pessoa idosa se atenham à sua alimentação.

4 – Densitometria óssea

Talvez o mais importante dessa lista, a densitometria óssea é um importante exame geriátrico que tem como objetivo medir a densidade óssea do paciente. Deve ser feito a partir dos 70 anos para homens e depois da menopausa, para mulheres.

A perda de tecido ósseo é uma inevitabilidade da idade. A partir dos 30 anos, a massa dos ossos, que vinha em crescimento constante, se estabiliza e passa a diminuir ao longo dos anos.

Isso pode ser retardado ou até mesmo evitado através da prática de exercícios e uma alimentação saudável. Porém, ainda assim é um sintoma diretamente atrelado à idade. Por isso, o exame é tão importante e pode ser feito com menor periodicidade.

Se feito corretamente, o exame de densitometria óssea pode indicar uma disposição à osteoporose ainda em seu estágio inicial. Ele é mais preciso que o raio X e é um exame seguro.

5 – Principais Exames do Idoso – Exames específicos por gênero

O exame de próstata, também conhecido como exame de toque retal é obrigatório para homens a partir dos 45 anos. Ele ajuda a medir se há alguma alteração física na próstata.

A incidência de câncer de próstata em pessoas idosas é alta. A forma mais simples de identificá-lo é verificar se há alguma alteração física na próstata. O procedimento pode causar algum desconforto, principalmente para pessoas idosas, tornando o acompanhamento é fortemente sugerido.

A medição de PSA (Antígeno Prostático Específico) é um exame complementar ao de toque retal, auxiliando na detecção do câncer de próstata. O PSA é uma proteína produzida naturalmente pela próstata. Através de sua medição, é possível identificar o tumor.

É importante ressaltar que o PSA não substitui o exame de toque retal. Normalmente os dois são agendados e feitos no mesmo dia.

O câncer de mama é o câncer mais comum que existe e seu risco é ainda maior em mulheres acima dos 40 anos. Por esse motivo, é recomendado que a mamografia seja feita anualmente em mulheres idosas.

É importante que o exame seja feito nessa periodicidade, pois se não tratado, o câncer de mama pode levar à amputação ou se disseminar para outras áreas do corpo.

Sendo um dos principais exames de pessoas idosas, o Papanicolau é um exame feito através da coleta de tecido do colo uterino. Seu objetivo é identificar casos de câncer no colo do útero.

O exame é indicado para todas as mulheres que tenham ou tiveram uma vida sexual ativa. No caso de idosas, também deve ser feito anualmente.

[rock-convert-cta id=”8461″]