fbpx

Com o avanço do novo coronavírus, também conhecido como COVID-19, as autoridades médicas e os órgãos públicos têm se mobilizado para proteger a população e incentivado amplas medidas de proteção como o isolamento social dos idosos, já que são um dos principais grupos de risco.

Se você tem algum familiar idoso em sua casa, sugerimos que o ajude a seguir essas recomendações que vamos repassar aqui.

Além disso, neste post, nós vamos deixar algumas dicas para que você consiga auxiliar esse seu ente querido da melhor idade, para que ele não se sinta deprimido, pelo contrário, que tenha bem-estar e consiga superar o isolamento social e a quarentena.

Como proteger os idosos e todos do coronavírus?

Como Equilibrar A Rotina Com O Familiar Idoso

Uma das recomendações que mais são divulgadas é permanecer em casa – principalmente as pessoas do grupo de risco, a fim de que elas evitem estar em contato com possíveis focos de transmissão.

A seguir, vamos apresentar algumas recomendações básicas e, na sequência, dicas úteis sobre como os acolher e ensinar tecnologias básicas para o seu dia a dia durante o isolamento social. Por isso, continue lendo.

As demais recomendações básicas são:

  • Higienizar constantemente as mãos usando água e sabão ou álcool em gel (70%);
  • Evitar tocar olhos, nariz e boca;
  • Se for espirrar ou tossir, cubra a boca e o nariz com o cotovelo flexionado ou com lenço descartável, que deve ser jogado fora logo depois de usado;
  • Usar máscaras cirúrgicas descartáveis ou máscaras caseiras ao sair de casa (como conta essa página do Ministério da Saúde).

Caso alguém desse grupo sênior começar a apresentar sintomas, não é recomendado que se corra para o hospital para não expôr esta pessoa e facilitar o contágio.

É preciso que o atendimento seja feito em domicílio mesmo.

O período de incubação do vírus – desde quando se tem contato com uma pessoa doente até o primeiro dia em que os sintomas se manifestam – é de 14 dias.

É preciso conduzir a pessoa ao tratamento médico se algum desses sintomas avançados do coronavírus se apresentar nos idosos, como: febre, tosse, falta de ar, cansaço excessivo e/ou confusão mental.

Se estas recomendações preventivas forem seguidas com muita dedicação, com certeza, a situação para todos vai melhorar. Mas, enquanto o isolamento dura, existem outras preocupações que podem estar passando pela sua cabeça.

Como acolher os familiares idosos durante o isolamento social do coronavírus?

homem sênior conversando sorridente com seu filho

Essa pode ser uma questão que esteja muito presente em sua vida. Talvez, neste período da quarentena, você esteja se perguntando como conseguir conciliar as tarefas de casa, o cuidado com crianças e a atenção que é necessária para as pessoas que têm mais de 60 anos e moram com você ou fazem parte da sua vida.

Nesses momentos, tome bastante cuidado para não se cobrar excessivamente. As responsabilidades existem, mas não deixe de cuidar de si. 

Para ficar tudo mais organizado, crie uma agenda de afazeres, horas de lazer e horas de convívio. Isso pode ajudar muito a distribuir os “pesos” corretos para cada atividade.

É interessante também manter uma regularidade de videochamadas para que o familiar idoso continue vendo as pessoas amadas de seu círculo e se previna da solidão

Leia também:

Ensine com paciência os recursos tecnológicos para os mais velhos

As pessoas mais vividas estão cada vez mais presentes na internet. A jornalista e publicitária Lilian Gonçalves fala sobre isso em seu livro “Neuromarketing aplicado à redação publicitária”, citando o artigo “Quais são os hábitos da terceira idade na internet”:

“Quanto à preferência de websites da terceira idade, os portais de serviços, como notícias, homebakings, e-mails e páginas ligadas a viagens correspondem a 78% da navegação”.

Então que tal você incentivar ainda mais o seu familiar idoso a usar novas tecnologias básicas durante isolamento? Com isso, em muitos momentos, você poderá vê-los interagindo com outras pessoas, compartilhando novidades e cultivando o bem-estar, enquanto você pode se dedicar a outros afazeres também.

Mostre o passo a passo e como eles podem usar os aplicativos de chamada de áudio ou vídeo. Ensine-os a colocar quantas pessoas eles quiserem nestas chamadas pelo Skype, WhatsApp ou Houngouts.

Além disso, você pode apresentar para eles os canais no YouTube sobre os assuntos que eles quiserem tirar dúvidas ou desejarem aprender.

Existem muitos canais hoje que ensinam a fazer artesanatos, a praticar culinárias de vários países, entre muitas outras atividades. Pelo YouTube, eles podem também ouvir playlists das músicas que marcaram época em suas vidas. 

Como esta aqui:

Das mais variadas formas, eles podem também passar muitos minutos se emocionando, rindo, se entretendo e sentindo um grande bem-estar.

Isolamento social do coronavírus: Ajude os familiares idosos a realizar exercícios físicos online

Além desses canais no YouTube que citamos aqui, você pode incentivá-los a realizar exercícios físicos online que ajudam bastante na circulação do oxigênio no corpo. Isso com certeza trará uma maior sensação de bem-estar aos familiares idosos durante o isolamento social.

No começo, na primeira semana, será necessário ajudá-los, abrindo o aplicativo do YouTube para digitar o nome do canal e colocar o vídeo no ar.

Mas com o tempo, isso vai se tornando natural e cada vez mais frequente durante a rotina semanal dos idosos. Dessa forma, a prática de exercícios funcionais ajuda a exercitar o corpo e distrair a mente.

Indicamos para vocês este vídeo conduzido pela fisioterapeuta Márcia Cirne. A formação dela possui extensão em Gerontologia e Geriatria pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

Veja o conjunto de exercícios bem tranquilos, mas muito funcionais que é possível de se realizar em casa. Eles são ideais para as pessoas da terceira idade. Confira!

 

E temos mais uma indicação de vídeo, este com uma mulher com mais de 60 anos realizando exercícios físicos. Vale muito a pena conferir e praticar!

E além desses canais no YouTube que citamos aqui, você pode incentivá-los a realizar exercícios físicos online que ajudam bastante na circulação do oxigênio no corpo.

No começo, na primeira semana, será necessário ajudá-los a abrir o aplicativo do YouTube para digitar o nome do canal e colocar o vídeo no ar.

Dica bônus: Ensine-os a fazer pedidos online

Provavelmente essa é uma das dicas mais valiosas para aumentar a autonomia dos familiares idosos. 

Sabemos que, mesmo durante o isolamento social, há uma demanda para o consumo de remédios ou para realizar compras de mercado, por exemplo.

Dessa forma, saber utilizar aplicativos de delivery ajudam muito a prevenir o contágio do coronavírus durante o isolamento social dos idosos. Sabemos que esse processo de aprendizado pode significar um desafio tanto para o idoso absorver os passos, assim como ter paciência durante o ensino.

De qualquer forma, é um processo que vale a pena que o familiar idoso aprenda para evitar a dependência total de outras pessoas, assim como estimular o cérebro, gerando uma sensação de desafio vencido.

Mesmo que os entregadores por aplicativos sejam orientados a higienizar as sacolas ao realizar a entrega, sugerimos fortemente que as mãos do familiar que as receber sejam com álcool 70%. Posteriormente, descartar as embalagens e higienizar as mãos pela última vez.

Se por acaso o desafio de ensinar o familiar seja muito grande, é possível também contar com mentores online treinados para orientar especificamente pessoas idosas. São os chamados companhias online de idosos, sabia?

Essas foram algumas das nossas dicas para você proteger as pessoas da melhor idade que moram com você ou fazem parte da sua vida. 

Se algo desse post foi útil a você, poderia nos ajudar a compartilhar com novas pessoas? Gostaríamos de poder passar essas recomendações para o maior número de pessoas possível e, assim, possivelmente, poupar vidas!

Veja também:

Menu