fbpx

O Alzheimer é uma doença dramática, que se apresenta inicialmente com a perda de memória recente, fazendo com que o paciente apresente sintomas de maneira degenerativa. Saber como prevenir o Alzheimer precoce na terceira idade é importantíssimo.

Basicamente, é uma doença desencadeada por falhas no sistema metabólico, que acabam afetando diretamente o funcionamento do cérebro. Até onde conhecemos hoje, isso faz com que seja uma doença irreversível e para a qual ainda não temos todas as respostas.

O que se sabe, no entanto, é que é possível prevenir o Mal de Alzheimer. Para isso, porém, é importante entender bem como a doença acontece e quais são os seus sintomas. Quanto mais se conhece o Alzheimer, maiores são as chances de combater o quadro.

Fatores que contribuem para o aparecimento do Alzheimer

O estilo de vida durante a maturidade pode, com certeza, ser um dos fatores responsáveis pelo desenvolvimento dessa doença dramática. Para sermos mais claros, existem outras condições que estão atreladas que contribuem essencialmente para que o quadro apareça. Alguns deles são:

  • Sedentarismo;

  • Tabagismo;

  • Hipertensão arterial;

  • Colesterol e/ou triglicerídeos elevados;

  • Diabetes mellitus;

  • Depressão após os 50 anos de idade.

Tarja convidando a acessar o guia gratuito de tendencias do mercado de longevidade

Além disso tudo, ainda existem pesquisas que nos apontam que pessoas que possuem histórico familiar de casos de Alzheimer são mais propensas ao desenvolvimento.

Por fim, mas não menos importante, o Alzheimer, que é uma doença típica da terceira idade, pode se desenvolver com maior facilidade em pessoas que não possuem desenvolvimento intelectual, sendo menos comum em pessoas com maior nível de escolaridade.

Como perceber os sintomas do Alzheimer na fase inicial?

Inegavelmente, quanto mais cedo se inicia o tratamento, maiores são as possibilidades de diminuir o progresso da doença. Mas, nem todo mundo sabe como identificar de maneira precoce os sintomas do Alzheimer.

O esquecimento é um dos sinais mais conhecidos dessa doença. Mas, é importante entender que ele, inicialmente, aparece de maneira mais contida. É comum que a pessoa idosa esqueça sobre como faz algumas coisas corriqueiras, como um chá ou um café.

Outras pessoas podem se perder dentro da própria casa, tendo um momento de esquecimento sobre onde fica um determinado cômodo, ou o que foi fazer em tal lugar.

É importante entender que esquecer as chaves não necessariamente é algo preocupante. É comum ter esses momentos de breve esquecimento. O Alzheimer vai lhe fazer esquecer de coisas que são impossíveis em condições normais, de esquecer. Por exemplo, sobre como se leva o garfo à boca.

Também é comum que a pessoa com Alzheimer precise perguntar uma mesma coisa diversas vezes. Isso acontece porque a memória já não consegue reter as informações que lhe estão sendo passadas.

Estilo de vida: como prevenir o Alzheimer?

como prevenir o alzheimer

O que nem todo mundo sabe é que uma das formas de prevenir Alzheimer precoce na terceira idade é mantendo uma vida mais equilibrada e saudável. Nós da plataforma Broder produzimos, em conjunto com a Profª Drª Lilian Dias, uma cartilha digital e bastante visual com 7 dicas para prevenir o Mal de Alzheimer em idosos. Você pode acessar gratuitamente aqui.

De qualquer forma, resumimos abaixo alguns hábitos que podem realmente contribuir para que a pessoa idosa seja menos propensa a desenvolver a doença.

  • Treine a sua mente:

A primeira coisa que você deve fazer é manter sempre a sua cabeça em funcionamento. Isso significa adotar atividade como leitura, realização e atividades como caça-palavras e palavras cruzadas, fazer contas matemáticas, aprender coisas novas etc.

Isso faz com que os neurônios melhorem a comunicação entre si, o que contribui efetivamente para um funcionamento mais saudável do cérebro. Podemos dizer que manter uma atividade cognitiva diminui em até 19% as chances de desenvolver Alzheimer mais cedo.

  • A importância do sono

Noites de sono bem dormidas é outro ponto que se faz extremamente essencial para quem quer diminuir as chances de Alzheimer. Para isso, é importante que se mantenha uma rotina de noites bem dormidas, com pelo menos 8 horas consecutivas de sono.

Além disso, é indicado que se tenha um momento de relaxamento antes de ir dormir, permitindo que o corpo se desligue gradativamente.

Tarja convidando a acessar o guia gratuito de tendencias do mercado de longevidade
  • Exercícios físicos:

Segundo algumas pesquisas, a prática constante de exercícios físicos é fundamental para combater alguns quadros de demência, dentre os quais, o Alzheimer. Por isso, a pessoa deve se dedicar a prática de atividades. Para saber quais são ótimas atividades físicas para se fazer na senioridade, acesse esse outro texto aqui.

  • Hábitos alimentares:

Por fim, mas não menos importante, a pessoa deve manter hábitos alimentares de alta qualidade, priorizando o consumo de alimentos altamente nutritivos e com baixo teor calórico.

Deve-se priorizar alimentos como frutas, verduras, cereais, peixes, azeite e o consumo moderado de vinho. O consumo de ingredientes ricos em ômega-3 é sempre indicado, pois fornece nutrientes essenciais para o cérebro.

Recentemente, segundo esta reportagem da Folha de São Paulo, estudos científicos estão desvendando os benefícios da ingestão do lítio para retardar o envelhecimento do tecido cerebral.

Com todas essas dicas você já sabe como prevenir Alzheimer. Essa doença pode realmente ser muito dramática, mas já existem diversos estudos que nos mostram que ela pode ser contida.

O importante é que a pessoa idosa se consulte com médicos de confiança e siga orientações para manter uma vida mais equilibrada e livre desse problema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu
Precisa de ajuda?