fbpx

Saber como ajudar uma pessoa idosa com depressão é importantíssimo, pois, nessa idade, tanto quanto nas outras, a depressão pode ter reações devastadoras e pode realmente colocar a segurança do indivíduo em risco.

Muita gente considera que essa é uma doença natural quando se está na maturidade e que, por isso, não demanda a mesma atenção; o que não é necessariamente verdade. Mas, é um fato que a depressão pode desencadear uma série de outros problemas e até mesmo impedir que ele tenha bons resultados em tratamentos referentes a outras doenças como dores crônicas, hipertensão, diabetes, demência, derrame e câncer.

Fatores que contribuem para a depressão

Existem alguns fatores que acabam se tornando gatilho para que a pessoa idosa se sinta depressiva e que podem comprometer a saúde mental. É muito comum, por exemplo, que nessa idade a pessoa idosa se sinta mais solitária.

Algumas pessoas que chegam em sua idade de senioridade já sem um companheiro, podem viver uma vida que parece não ter propósitos. Isso acaba se tornando gravíssimo, pois leva a pessoa idosa a crer que ele é um fardo para filhos e netos.

É importante entender que a depressão não tem uma causa específica. Portanto, mesmo pessoas que nunca passaram por isso podem apresentar sinais. Além disso, ainda pode ser potencializada por fatores biológicos, psicológicos e sociais.

Além de dificultar o tratamento de outras doenças, a depressão ainda acaba comprometendo a busca por qualidade de vida, fazendo com que a pessoa idosa se sinta desmotivada com coisas como exercícios físicos, boa alimentação etc.

Como perceber os sintomas de um idoso com depressão?

Como Ajudar Uma Pessoa Idosa Com Depressão

É preciso estar atento para perceber os sintomas e saber como ajudar uma pessoa idosa com depressão. Isso requer que a rede de apoio da pessoa idosa ajude a notar mudanças comportamentais que possam indicar que o indivíduo possa estar passando por algum problema. Algumas das coisas que podem indicar esse quadro são:

  • A pessoa idosa comentar sobre seu interesse em morrer logo;

  • Falar sobre suicídio;

  • Insistir que é um fardo na vida de sua família;

  • Demonstrar que se sente frequentemente desamparado, se sente desinteressante ou sem vontade de viver;

  • Começar a doar as suas posses e os seus bens de maneira repentina;

  • Insistir em visitar pessoas ou ligar para muitas pessoas de repente, numa espécie de despedida;

  • Comentar sobre dores e sofrimentos insuportáveis.

Esses são alguns dos sintomas que podem ser percebidos e que talvez indiquem um quadro de depressão. Novamente, precisamos esclarecer que a depressão não é como outras doenças, que possuem sinais claros e objetivos.

É preciso ter atenção, conversar e entender o que se passa. Ademais, como vimos neste outro texto, o médico geriatra que acompanha a pessoa idosa também deve demonstrar sensibilidade com essa situação e deve prestar apoio à família para que, juntos, saibam como ajudar uma pessoa idosa com depressão.

Como ajudar uma pessoa idosa com depressão?

Para começar, a pessoa idosa precisa de apoio e suporte emocional. É importante que a família se empenhe em incluí-los nas atividades, reforçando o quanto ela é importante dentro do grupo familiar.

Essa é uma das melhores formas de como ajudar uma pessoa idosa com depressão. Ela precisa se sentir verdadeiramente amada e compreender que faz parte da família.

Tarja convidando a acessar o guia gratuito de tendencias do mercado senior que todo familiar precisa saber
  • Atividades:

Outra ideia interessante é que a pessoa idosa participe de atividades onde consiga conviver com pessoas de sua faixa etária. Exercícios físicos, Bailes, cursos, eventos culturais – qualquer coisa que o coloque em contato com outras pessoas vai lhe fazer bem.

  • Tratamentos:

É preciso tratar alguns sintomas que são desencadeados pela depressão e que podem impedir a recuperação da pessoa idosa. A insônia, por exemplo, precisa ser acompanhada de perto.

  • Ter um propósito:

Que tal desenvolver um propósito para a vida? Isso pode ser, por exemplo, aprender uma nova atividade – como dança ou pintura. Ou ainda, planejar uma viagem, ou se dedicar aos netos.

Uma boa ideia é cuidar de um animal de estimação – como cães ou gatos – que trazem alegria, dependem dos cuidados da pessoa idosa e ajudam a vida a ficar mais feliz.

Importante: O que não fazer para ajudar um idoso com depressão

Além disso, tão importante quanto saber como ajudar uma pessoa idosa com depressão, é saber o que evitar nesses casos. Uma das coisas mais importantes é que a pessoa idosa não use drogas e não se envolva com álcool.

Tarja convidando a acessar o guia gratuito de tendencias do mercado de longevidade

Muitas pessoas acabam desenvolvendo quadros de alcoolismo já quando velhas como uma alternativa para conter os sintomas da depressão. Definitivamente isso não é uma boa ideia.

  • Não se isole:

Também não é indicado que a pessoa decida se isolar, como, por exemplo, se mudar sozinha para uma casa afastada. É importante se manter entre a família e desfrutar dos cuidados que lhe são oferecidos. Escrevemos este texto que fala sobre os benefícios da companhia de idosos, vale a pena a leitura para conhecer mais sobre os benefícios e como pode ajudar a trazer mais autonomia para a sua rotina.

Saber como ajudar uma pessoa idosa com depressão pode ser essencial para salvar uma vida. Por isso é um assunto que deve ser amplamente debatido.

Menu