fbpx

Existem diversos conhecimentos e técnicas medicinais que nem sempre conhecemos e muito menos entendemos a sua importância. A antroposofia na longevidade ativa, por exemplo, é um assunto de extremo interesse para muitas pessoas – ainda que nem todas saibam disso.

Trata-se de um segmento alternativo de conhecimento que tem como principal premissa a ideia de que os sistemas psicológicos, físicos e espirituais estão intrinsecamente relacionados desde a concepção de um ser vivo.

Ou seja, é impossível pensar no desenvolvimento e bem-estar físico sem analisar as questões holísticas de um indivíduo.

Esses estudos tiveram início a partir da curiosidade do pesquisador e doutor em filosofia Rudolf Steiner nascido em 1862, na Áustria, e falecido em 1925.

Aplicações Práticas Da Antroposofia

A relação entre antroposofia e longevidade ativa se faz acontece quando essa ciência entende que é preciso analisar o corpo e as condições físicas, exatamente como faz a medicina convencional, em parceria com a questão psicológica e espiritual de modo holístico.

– Agricultura biodinâmica:

Uma das aplicações práticas que podemos citar é a agricultura biodinâmica. Nessa atividade, embora em muitos aspectos semelhante com a agricultura tradicional, entende-se que todo o processo de plantio e colheita está diretamente relacionado com os ciclos individuais entre os seres (animais e vegetais).

Mas também tendo o seu potencial aumentado, elevando a imunidade individual. Estamos falando de produções de altíssima qualidade, cuja finalidade principal é alimentar de maneira saudável e gerar renda para seus produtores.

Com isso, podemos fazer a ligação direta entre antroposofia na longevidade ativa, pois a alimentação a partir de elementos livres de agrotóxicos traz benefícios imediatos tanto para o corpo quanto para o bem-estar psicológico e espírito.

– Medicina Antroposófica – Considera os corpos vital, anímico e espiritual

A base da medicina antroposófica se trata de um estudo que considera os corpos vital, anímico e espiritual como um só e entende que é preciso cuidar e tratar cada um deles para ter um resultado global consistente e satisfatório.

Se pensarmos de forma concentrada, não é difícil perceber que o ser humano é muito mais do que o seu estado físico. Assim sendo, a medicina antroposófica na longevidade ativa entende que existem, além das questões físicas, outros três corpos a serem consideradas e tratadas:

Tarja convidando a acessar o guia gratuito de tendencias do mercado de longevidade
  • Corpo etérico (ou vital): responsável por ordenar tanto os aspectos físicos quanto os sentidos;
  • Corpo anímico (ou astral): seria uma reorganização do “corpo astral”, quando os tratamentos físicos e vitais permitem a aparição da consciência, gerando a psique;
  • Corpo do Eu (espírito): é a nossa individualidade e traz o equilíbrio entre as três instâncias anteriormente citadas.

Alinhados, esses quatro corpos podem proporcionar soluções inimagináveis, trazendo benefícios não somente para a sua saúde, mas também para o seu bem-estar mental e espiritual.

– Pedagogia Viva – O Que É Isso?

Tendo a mesma direção oferecida pela antroposofia está o método pedagógico conhecido como “Waldorf”. Se trata de um sistema de educação que tem como principal premissa a integração física, espiritual, intelectual e artística dos estudantes.

Esse é um processo de ensino que ainda não é amplamente compreendido no Brasil, mas que ganha cada vez mais espaço na educação. E a antroposofia na longevidade ativa acaba por abordar o tema com frequência. Segundo essa reportagem, em 2019 no Brasil, existem 88 escolas Waldorf, reunindo 16 mil estudantes e 1,7 mil professores.

O conceito desse método educacional se encontra em cada detalhe, desde o material escolar que se usa, até mais tarde, toda a busca por conhecimento. Os alunos são estimulados à criatividade constante, ao compartilhamento e divisão de bens, e ao desapego material.

As disciplinas são ensinadas através de projetos interdisciplinares, incentivando os estudantes a tomar a iniciativa para solucionar problemas e aprender uns com os outros. Por exemplo, um dos projetos de um determinado semestre é a construção coletiva de uma mini case de barro, conectando na prática as matérias de Matemática, História, Geografia, Marcenaria e outras tantas…

Quando falamos em antroposofia na longevidade ativa, a educação a partir do método Waldorf, uma das vertentes da pedagogia viva, também conhecido como pedagogia viva, acaba se tornando um assunto de extrema importância.

– Programa Germinar: Autoconhecimento Profundo Através Da Antroposofia

Seguindo os mesmos parâmetros educacionais que citamos anteriormente, o Programa Germinar promove, através da antroposofia, o respeito ao próximo e às escolhas do outro como sendo assunto de extrema e máxima importância em contextos organizacionais.

Uma das premissas do programa é que o ser humano individualmente se torna o centro de todas as mudanças e, para isso, o curso ajuda no desenvolvimento de lideranças conscientes e empáticas.

Por fim, o Germinar pretende fomentar a formação de agentes facilitadores de processos de mudança e transformação, fazendo com que cada indivíduo, independentemente de sua idade, aprendendo ferramentas práticas de auto-conhecimento, bem como metodologias de escuta ativa e resolução de conflitos

Existe aí um despertar de consciência que é essencial para que possamos entender a antroposofia na longevidade ativa.

Quando trazemos isso para o universo do idoso, o projeto trata não somente do desenvolvimento e do crescimento dessa pessoa cuja idade já avançou muitos anos, mas também toda a sua rede de apoio, cuidadores, amigos e etc.

Mais uma prova de que a antroposofia na longevidade ativa é uma das coisas mais essenciais para um envelhecimento saudável e feliz. 

Tarja convidando a acessar o guia gratuito de tendencias do mercado de longevidade
Menu